Crônicas

Hereges

I Chamam-me de louco. Dizem que eu escuto vozes inexistentes. Acusam-me de depravado, pária da sociedade, corruptor de menores e bruxo. Às vezes, caçam-me condenando-me por... necromancia! Contudo, reconheço entre eles alguns rostos familiares; já vieram à mim em busca de socorro, de auxílio, de conforto. Mesmo que aos olhos dos outros queiram parecer exemplares,… Continue reading Hereges